Yu-gi-oh!

Yu-gi-oh!
dragão branco de olhos azuis, dragão luminoso de olhos azuis e dragão supremo de olhos azuis.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Qual a diferença entre medo e conflito.

O que é medo?

O medo é uma reação de alerta muito importante para a sobrevivência dos seres humanos, mas, em alguns casos, pode tornar-se paralisante.
As definições dos dicionários indicam que a palavra medo significa uma espécie de perturbação diante da ideia de que se está exposto a algum tipo de perigo, que pode ser real ou não. Pode-se entender ainda o medo enquanto um estado de apreensão, de atenção, esperando que algo ruim vá acontecer.
Para além das definições da palavra, o medo é uma sensação. Essa sensação está ligada a um estado em que o organismo se coloca em alerta, diante de algo que se acredita ser uma ameaça.

Uma pessoa sem medo nenhum pode se expor a situações extremamente perigosas, arriscando a própria vida, sem medir as possíveis consequências trágicas de seus atos.
É um sentimento natural e necessário ao homem. O problema é quando ele começa a causar sofrimento e a prejudicar a vida e a carreira da pessoa.
São muitas as histórias de profissionais talentosos que estragaram a carreira por causa do medo, assim como são inúmeros os exemplos de pessoas não tão brilhantes que, por saberem administrar bem seus medos, alcançaram posições de destaque na sociedade. O problema é quando ele se torna exagerado e vêm associados a outros fatores como insegurança, baixa autoestima e depressão. É nesse estágio que o medo deixa de ser um sentimento primário (como o amor e a raiva), para tornar-se algo mais complexo que necessita de cuidados.


Como o organismo reage ao medo?

O medo é uma sensação em consequência da liberação de hormônios como a adrenalina, que causam imediata aceleração dos batimentos cardíacos. É uma resposta do organismo a uma estimulação aversiva, física ou mental, cuja função é preparar o sujeito para uma possível luta ou fuga. Antes de sentir medo, a pessoa experiência a
ansiedade, que é uma antecipação do estado de alerta.Entre outras reações fisiológicas em relação ao medo, podemos citar o ressecamento dos lábios, o empalidecimento da pele, as contrações musculares involuntárias como tremedeiras, entre outros.
Em alguns casos, o organismo reage de forma exagerada ao medo, fazendo com que esse estado de alerta, benéfico em muitos momentos da vida, transforme-se em um estado patológico, quando o medo se transforma em fobia. No caso da fobia, o medo não prepara o indivíduo para decidir entre lutar ou fugir, ele o paralisa, impede que se relacione com o objeto de seu medo.


Como vencer o medo.

Alguns especialistas admitem que a melhor forma de superar o medo é enfrentá-lo, por pior que isso possa parecer. Outros, entretanto, sugerem que em vez do enfrentamento, o ideal é corrigir os condicionamentos que levam a pessoa a reagir com grande medo diante de certos estímulos.


O que é conflito?

Significado.


Oposição de interesses, sentimentos, ideias, luta, disputa, desentendimento. Conflito de jurisdição, situação em que dois órgãos judiciais pretendem conhecer de uma mesma questão ou a isso se recusam, por atribuir cada qual ao outro tal competência. Psicanálise Situação em que, no indivíduo, se opõem os impulsos primários e as solicitações ou interdições sociais e morais.


Os caminhos do conflito.


Existem três caminhos do conflito:


Recusa do conflito - é o caminho que conduz a impossibilidade ou recusa de dialogo, gera inquietação, irritabilidade, ansiedade e até mesmo estados graves de neurose.

Caminho declarado - é o caminho da guerra, da luta que resulta com a intenção declarada das partes em eliminar o outro.


Caminho assumido - é o caminho da busca da solução do problema. O conflito é transformado em um problema a ser resolvido.

Os Conflitos podem ter algumas conotações:


Negativo - Estagnação do sistema e crises que possibilitam mudanças significativas para o crescimento pessoal, grupal e social.

Neutro - Gera tensão, competição, reconciliação e negociação.


Positivo - Gera oportunidade, crescimento, desenvolvimento e aventura.


A diferença entre medo e conflito.

A diferença e que o medo é um estado emocional, e as pessoal podem ter medo de algo real ou não, e ele faz com que a gente escolha lutar ou fugir ou em alguns casos ficar paralisado como nas fobias.
E conflito é quando a uma oposição de interesses, sentimento, ideias entre duas ou mais pessoas. Que podem acarretar irritabilidade pode trazer também ansiedade e até mesmo neuroses, também pode trazer brigas entre essas pessoas e por fim as soluções dos problemas.
Como vimos o medo surge a partir de um estado emocional e o conflito a partir de oposições de interesses.


Retirado do site: http://www.dicio.com.br/conflito/

http://www.administradores.com.br/artigos/administracao-e-negocios/voce-sabe-o-que-e-conflito-tem-certeza/25904/

http://www.brasilescola.com/psicologia/medo.htm

http://www.camarabrasileira.com/venceromedo.htm

sábado, 25 de fevereiro de 2017

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

domingo, 19 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

sábado, 11 de fevereiro de 2017

O jogo da negociação.


A negociação é uma prática diária e de tão corriqueira não nos damos conta que esse processo ocorre a cada momento. Algumas são triviais como, por exemplo, quando você negocia com alguém entre ir ao teatro ou a um show. Outras não são relevantes, porém muito desgastantes: você já conversou, explicou, colocou-se á disposição para ajudar, fez barganhas e pensa que já está solucionado o fato do seu filho não se aplicar nos estudos. Dessa forma, a negociação circula constantemente em todos os meios e que seja qual for o interesse e o grau de dificuldade, simples ou complexo, busca-se negociar para que objetivos pessoais e profissionais cheguem a um ponto de equilíbrio a fim de harmonizar divergências e de se encontrar a concordância entre as partes envolvidas.
Um bom entendimento entre interesses opostos impõe que se coloque em prática, de forma efetiva, uma gama de habilidades e uma série de conceitos diferentes, pois a negociação consiste em uma operação delicada, que exige alta capacitação adquirida através do conhecimento teórico, prático ou de ambos. Fechar um acordo geralmente significa que ao menos uma das partes se deslocou de sua posição inicial e isso, na maior parte das vezes, necessita de tempo, disposição, paciência e, principalmente, estratégia. Porém, existem categorias, como a dos profissionais de compras, especialistas na arte de negociar e eles sabem que para alcançar resultados positivos precisam estar muito bem preparados. Muitos fazem cursos nessa área e buscam leituras com o propósito de desenvolver/aprimorar habilidades de negociação. É possível saber o rumo de uma negociação a partir da percepção que temos da pessoa com quem negociamos. Nesse caso, o importante é administrar os conflitos fazendo uso de estratégias específicas para lidar com pessoas mais ou menos flexíveis.

Existem quatro questões que formam a base para uma abordagem estratégica à negociação: 

1. Objetivos tangíveis. 

Temos objetivos a alcançar e eles quase sempre entram em conflito com os objetivos dos outros.

2. Objetivos intangíveis e emocionais.

 Nossas metas e respostas a situações de negociação são racionais e emocionais. Os erros graves cometidos numa negociação nos desestabilizam e nos levam a reações mais
emocionais que racionais. Reações emocionais interferem na boa negociação, por isso é preciso evitar que sentimentos e instintos irracionais atrapalhem o resultado desejado.


3. Resultados específicos desejados.

 Os objetivos racionais e emocionais nos levam a trabalhar com a outra parte na busca de resultados específicos para as negociações. O resultado é o produto do modo como às partes resolvem conflitos em seus objetivos e do que decidem fazer em função da conclusão a que chegaram.

4. Relacionamento com a outra parte. 


Toda negociação afeta um relacionamento, portanto sua importância deve ser cuidadosamente analisada ao desenvolvermos uma estratégia de negociação. Resultado e relacionamento contêm aspectos que normalmente entram em conflito. Os planejamentos e as estratégias de negociação devem considerar o efeito que causarão nos relacionamentos envolvidos.

Fases da Negociação.

A literatura sobre negociação comercial indica que esse processo ocorre em 3 fases: 


Pré-negociação: aqui está em foco o entendimento e o estudo da negociação. Análise dos itens que envolvem a negociação

Condução da negociação: nesse segundo momento acontecem à troca de mensagens, ofertas e contraofertes visando o acordo e as partes agem segundo uma estratégia definindo o tipo da negociação.


Pós-negociação: essa fase abrange a avaliação dos resultados obtidos e o compromisso das partes envolvidas na negociação, incluindo o acordo e a satisfação dos negociadores.


Os 10 pecados capitais do negociador brasileiro: 

1. levar vantagem; 

2. Falta de planejamento; 

3. Sequência inexistente;

4. Margem estreita de negociação; 


5. Baixa flexibilidade;

6. Desrespeito à lógica do outro;

 7. Impaciente e apressado; 

8. Não ouve; 

9. Truques em demasia; 

10. Promete e não cumpre.

Pra uma boa negociação.

Tenha paciência. Poucos vendedores conseguem controlar a ansiedade e isto acaba custando muito caro. Por mais desesperado que você esteja não demonstre isso. Os compradores adoram negociar com fornecedores que são apressados, que querem fechar o negócio rapidamente. Ao mesmo tempo, se o vendedor demonstra paciência e firmeza nos argumentos e nos números, o comprador acaba se convencendo que já tirou todo o desconto que era possível e fecha o negócio. Negociação é um processo e um jogo. 

Retirado dos sites: http://www.revistamaisnegocios.com.br/artigos/exibir1.php?noticia=6

http://www.workshop.com.br/paginas/artigos/ojogo.html


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

domingo, 5 de fevereiro de 2017

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Related Posts with Thumbnails