Yu-gi-oh!

Yu-gi-oh!
dragão branco de olhos azuis, dragão luminoso de olhos azuis e dragão supremo de olhos azuis.

segunda-feira, 31 de julho de 2017

Pai Lung.

Título: O Dragão Branco; 
Tipo / Espécie: Dragão oriental;
Região: Kiangsu, China; 

Período: Desconhecido; 
Origem: mitologia chinesa.

A lenda de Pai Lung começou em uma noite de tempestade. Uma jovem, respondendo a porta de sua casa, encontrou um homem idoso fora na tempestade na necessidade de abrigo. Eles permitiram entrar quando o velho partiu no dia seguinte, a jovem descobriu que ela estava grávida. Seus pais, enfurecido por isso, jogou-a para fora da casa.
Quando a criança nasceu, ela parecia ser apenas uma pequena bola branca, que ela jogou no mar. Esta bola tornou-se um magnífico dragão branco. A menina, com medo e choque, desmaiou e nunca mais acordou. Outras variações desta história dizem que ela foi morta em uma grande tempestade, após o dragão branco subir para o céu. No entanto, sua reputação não foi apenas reparada, mas ela foi reverenciada por ser a mãe deste magnífico dragão. Pai Lung era o único rei dragão branco.
A menina foi enterrada sob o pé de uma colina, e as pessoas pediram favores, perdões, e assim por diante naquele local. Um templo foi erguido no cume da colina, e uma tabuinha lá que registra essa lenda.


Retirado do site: http://www.blackdrago.com/fame/pailung.htm

http://www.theserenedragon.net/Tales/china-pailung.html


sábado, 29 de julho de 2017

quinta-feira, 27 de julho de 2017

Imagens legais 26.

Boldore Shiny

Chaosdukemon

Deckergreymon
Akashiya Moka

Shun de Andrômeda

Feiticeira Negra

Tyranitar

Angewomon

domingo, 23 de julho de 2017

quarta-feira, 19 de julho de 2017

segunda-feira, 17 de julho de 2017

Afrodite.


Deusa do amor, da beleza e da sexualidade;

Morada: Monte Olimpo;


Cônjuge: Hefesto, Ares, Posídon, Hermes, Dionísio, Adonis e Anchises;
Pais: Urano ou Zeus e Dione;


Irmãos: Melíade;


Filhos:Eros, Phobos, Deimos, Harmonia, Anteros, Hermafrodito, Eryx, Tyche, Príapo e Eneias;


Romano equivalente: Vênus.


Afrodite (em grego antigo: Ἀφροδίτ, transl. Aphrodítē) é a deusa do amor, da beleza e da sexualidade na mitologia grega. Sua equivalente romana é a deusa Vênus. Historicamente, seu culto na Grécia Antiga foi importado, ou ao menos influenciado, pelo culto de Astarte, na Fenícia.
Na mitologia grega, Afrodite era a deusa do amor, da beleza corporal e do sexo. Para os gregos, ela tinha uma forte influência no desenvolvimento e prazer sexual das pessoas. Era considerada também a deusa protetora das prostitutas na Grécia Antiga. Foi cultuada nas cidades de Esparta, Atenas e Corinto.
De acordo com a Teogonia, de Hesíodo, ela nasceu quando Cronos cortou os órgãos genitais de Urano e arremessou-os no mar; da espuma surgida ergueu-se Afrodite.
Por sua beleza, os outros deuses temiam que o ciúme pusesse um fim à paz que reinava entre eles, dando início a uma guerra; por este motivo Zeus a casou com Hefesto, que não era visto como uma ameaça. Afrodite teve diversos amantes, tanto deuses como Ares quanto mortais como Anquises. A deusa também foi de importância crucial para a lenda de Eros e Psiquê, e foi descrita, em relatos posteriores de seu mito, tanto como amante de Adônis quanto sua mãe adotiva. Diversos outros personagens da mitologia grega foram descritos como seus filhos.

Afrodite recebe os nomes de Citere ou Citereia (Cytherea) e Cípria (Cypris) por dois locais onde seu culto era célebre na Antiguidade, Citera e Chipre - ambos os quais alegavam ser o local de nascimento dela. A murta, pardais, pombos, cavalos e cisnes eram considerados sagrados para ela. Os gregos também a identificavam com a deusa egípcia Hátor. Afrodite ainda recebia muitos outros nomes locais, como Acidália e Cerigo, utilizadas em regiões específicas da Grécia. Cada uma recebia um culto ligeiramente diferente, porém os gregos reconheciam a semelhança geral entre todos como sendo a única Afrodite. Já os filósofos áticos do século IV a.C. viam de maneira separada a Afrodite Celestial (Afrodite Urânia) e seus princípios transcendentes e a Afrodite comum, do povo (Afrodite Pandemos).
 Possuía um cinturão, onde estavam todos os seus atrativos, que, certa vez, a deusa Hera, durante a Guerra de Tróia, pediu emprestado para encantar Zeus e favorecer os gregos.

Mitologia.


Nascimento.


Afrodite, segundo algumas versões de seu mito, teria nascido perto de Pafos, na ilha de Chipre, motivo pelo qual ela é chamada de "Cípria", especialmente nas obras poéticas de Safo. Seu principal centro de culto era exatamente em Pafos, onde uma deusa do desejo havia sido cultuada desde o início da Idade do Ferro na forma de Ishtar e Astarte. Outras versões do mito, no entanto, afirmam que a deusa teria nascido próximo à ilha de Citera (atual Kythira), pelo qual também recebia o nome de "Citereia”. A ilha era um entreposto comercial e cultural entre Creta e o Peloponeso, portanto estas histórias podem ter preservado traços da migração do culto de Afrodite do Levante até a Grécia continental.
Na versão mais famosa do mito, seu nascimento teria sido a consequência de uma castração: Cronos teria cortado os órgãos genitais de Urano e os arremessado para trás, dentro no mar. A espuma surgida da queda dos genitais na água, que alguns autores identificaram com o esperma do deus morto, teria dado origem a Afrodite, enquanto as Erínias teriam surgido a partir de suas gotas de sangue.

  Em outra versão de sua origem, ela seria filha de Zeus e Dione, a deusa-mãe cujo oráculo situava-se em Dodona. A própria Afrodite é por vezes referida comop "Dione", que parece ter sido uma forma feminina de "Dios", o genitivo de Zeus em grego, e poderia apenas significar "a deusa", de maneira genérica. A própria Afrodite seria então uma equivalente de Réia, a mãe-terra, e que Homero teria deslocado para o Olimpo.

Casamento.


Após destronar Cronos, Zeus ficou ressentido, pois, tão grande era o poder sedutor de Afrodite que ele e os demais deuses estavam brigando o tempo todo pelos encantos dela, enquanto esta os desprezava a todos, como se nada fosse. Como vingança e punição, Zeus fê-la casar-se com Hefesto, que usou toda sua perícia para cobri-la com as melhores jóias do mundo, inclusive um cinto mágico do mais fino ouro, entrelaçado com filigranas mágicas. Isso não foi muito sábio de sua parte, uma vez que quando Afrodite usava esse cinto mágico, ninguém conseguia resistir a seus encantos.


Relacionamentos e filhos.

- Com Hermes (deus mensageiro) teve o filho Hermafrodito;
- Com Ares (deus da guerra) teve os filhos Eros (deus da paixão e do amor), Anteros (deus da ordem), Fobos e Deimos;
- Com Apolo (deus da luz, da cura e das doenças) teve o filho Himeneu (deus do casamento);
- Com Dionísio (deus do prazer, das festas e do vinho) teve o filho Príapo (deus da fertilidade);

- Com Poseidon teve Eryx; - Com Anquises teve Eneias.
Os diversos filhos de Afrodite mostram seu domínio sobre as mais diversas faces do amor e da paixão humana.
Afrodite sempre amou a alegria e o glamour, e nunca se satisfez em ser a esposa caseira do trabalhador Hefesto. Afrodite amou e foi amada por muitos deuses e mortais. Dentre seus amantes mortais, os mais famosos foram Anquises e Adônis, que também era apaixonado por Perséfone, que, aliás, era sua rival, tanto pela disputa pelo amor de Adônis, tanto no que se diz respeito de beleza. Vale destacar que a deusa do amor não admitia que nenhuma outra mulher tivesse uma beleza comparável com a sua, punindo mortais que se atrevessem comparar a beleza com a sua, ou, em certos casos, quem possuísse tal beleza.


Poderes e Manipulação.

De Acordo com a Mitologia, Afrodite quando descia a terra quando transava com os Mortais ela transava com sua Forma Humana No caso O Tal Mortal via Afrodite como a Pessoa que mais Ama com Metade da Própria. De acordo com a Mitologia Afrodite podia Manipular Um homem não só com a beleza, mas sim com O Contato dos Olhos, Físico, Mental, Pelo Cheiro e pelo Som.


Culto.


Suas festas eram chamadas de afrodisíacas e eram celebradas por toda a Grécia, especialmente em Atenas e Corinto. Suas sacerdotisas representavam a deusa. Seus símbolos incluem a murta, o golfinho, o pombo, o cisne, a rosa, a romã e a limeira. Entre seus protegidos contam-se os marinheiros e artesãos.
Com o passar do tempo, e com a substituição da religiosidade matrifocal pela patriarcal, Afrodite passou a ser vista como uma Deusa frívola e promíscua, como resultado de sua sexualidade liberal. Parte dessa condenação a seu comportamento veio do medo humano frente à natureza incontrolável dos aspectos regidos pela Deusa do Amor.

No templo de Corinto, praticava-se prostituição religiosa no templo da deusa. O sexo com as prostitutas, geralmente escravas, era considerado um meio de adoração e contato com a Deusa. Um dos amantes de Afrodite foi o proprio Zeus que nunca falou nada pois sua mulher Hera sempre foi muito ciumenta e Zeus tinha medo que Afrodite e ela fize-se algo que acabase com as duas Mesmas como um Duelo ou uma Guerra.

Deusas relacionadas.


Afrodite tem atributos comuns com as deusas Vénus (romana), Freya (nórdica), Turan (etrusca), Ishtar (mesopotâmica), Inanna (suméria), Oxum (africana) e com Astarte (mitologia babilônica).


Curiosidades.

Esta deusa inspirou vários artistas, principalmente, na época do Renascimento Cultural. Uma das obras mais conhecidas é “O nascimento de Vênus” do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli.


Retirado do site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Afrodite

http://www.suapesquisa.com/pesquisa/afrodite.htm


quinta-feira, 13 de julho de 2017

terça-feira, 11 de julho de 2017

domingo, 9 de julho de 2017

sexta-feira, 7 de julho de 2017

quarta-feira, 5 de julho de 2017

segunda-feira, 3 de julho de 2017

sábado, 1 de julho de 2017

Related Posts with Thumbnails