Yu-gi-oh!

Yu-gi-oh!
dragão branco de olhos azuis, dragão luminoso de olhos azuis e dragão supremo de olhos azuis.

segunda-feira, 31 de dezembro de 2018

Amaterasu.






Na maioria das culturas e línguas modernas, o Sol é considerado um arquétipo masculino. No entanto, nem sempre foi assim. As religiões antigas de várias partes do mundo reverenciavam o Sol como uma Deusa doadora da vida. Com o passar do tempo, a perseguição dos arquétipos divinos femininos e o predomínio das religiões e valores patriarcais trouxeram uma nova hierarquia cósmica. O Sol passou a ser adorado como o Pai Celeste, enquanto a Terra era a Mãe, fertilizada pelos seus raios e calor. Somente os japoneses, escandinavos e alguns povos nativos preservaram a memória ancestral dos poderes geradores e mantenedores da vida dos raios solares como sendo atributos de uma deusa, e não de um deus. Entre as deusas solares, sobressai-se Amaterasu, considerada a progenitora da família real japonesa e o símbolo da unidade cultural do povo.
Amaterasu (天照), também conhecida como Amaterasu-Oho-No-Kami (天照大神), cujo nome significa "Grande Deusa Augusta que ilumina o céu", é a Deusa do Sol, divindade japonesa que vela sobre os homens e os enche de benefícios. Nasceu do olho esquerdo de Izanagi (伊邪那岐) e domina o panteão xintoista, em que figura certo número de personificações das forças naturais. É representada empunhando um disco solar. O Kojiki (古事記), o documento mais antigo sobre a história do Japão não usava pronomes ou gêneros. Alguns livros como Hotsuma Tsutae descrevia a divindade como homem.

As escrituras xintoístas dos primeiros séculos descrevem Amaterasu como a ancestral divina primordial, a senhora do brilho celeste e do calor solar, padroeira da agricultura e da tecelagem. Às margens do rio Ise Wan, encontra-se um templo simples, de madeira, sem imagens, que guarda o sagrado espelho com oito braços da deusa e para onde milhares de peregrinos levam suas orações e oferendas. Considerada a responsável pelo cultivo dos campos de arroz, pelos canais de irrigação, artes têxteis e preparo da comida, Amaterasu é reverenciada até hoje no nascer e no pôr-do-sol, nos altares dos templos e das casas, principalmente pelas mulheres mais idosas.

Historia.
 
Ōkami - Amaterasu
Amaterasu vivia em uma gruta, em companhia de suas criadas, que lhes teciam cotidianamente um quimono da cor do tempo. Todos os dias de manhã, ela saía para iluminar a Terra. Até o dia em que seu irmão, Susanoo, em acesso de fúria destruiu campos de arroz. Susanoo, insatisfeito jogou um cavalo morto celestial sobre os teares das criadas tecelãs. Assustadas, elas se atropelaram, e uma delas morreu perfurada por sua própria lançadeira. A deusa Amaterasu não apreciou a brincadeira. Zangada, recolheu-se em sua caverna celestial e a luz desapareceu. O mundo congelou e os campos murcharam. E o pânico foi semeado até no céu, onde viviam os deuses e deusas, que como os humanos, também não enxergavam nada. Os deuses temendo a escuridão eterna organizaram uma festa na entrada da caverna. Eles se reuniram e bolaram uma estrategia. O deus da inteligência, Omoikane, pediu a todos que comparecessem ao redor da caverna e colocar um espelho apontando para a entrada. Pediram a Uzume, a mais engraçada das deusas, que os distraísse diante da gruta fechada em que Amaterasu estava amuada. Uzume não usou de meios termos: pôs-se a dançar provocantemente, exibindo suas partes íntimas com caretas irresistíveis. Estava tão divertida que os deuses desataram na gargalhada. Curiosa, Amaterasu não aguentou: entreabriu a pedra que fechava a gruta, e os deuses lhe direcionaram um espelho onde ela viu uma mulher esplêndida. Surpresa, ela se adiantou. Rapidamente, o Deus da Montanha fechou com rochas a entrada da gruta, enquanto deuses e mortais cantavam louvores ao esplendor de Amaterasu. Comovida, ela cedeu aos pedidos e deixou-se conduzir de volta ao seu palácio dourado. De lá, Amaterasu continua vigiando a Terra e suas lavouras e atende aos pedidos e orações, principalmente das mulheres que sofreram alguma violência da parte dos homens.
O mito de Amaterasu alerta os homens para nem ofender nem prejudicar as mulheres, enquanto para elas o incentivo é para estabelecer e defender seus limites, evitando assim abusos e violências. Para restabelecer a ordem natural e social, é vital que cesse a destruição da Natureza e a violência masculina contra as mulheres. Conscientes do seu valor e da sua força, mulheres de todos os lugares e crenças deverão sair dos seus esconderijos e projetar sua luz e seu amor para apaziguar e iluminar a Terra.

Amaterasu na Cultura Popular.


  • No Anime/Mangá: Naruto, Amaterasu é uma técnica utilizada por Uchiha Sasuke e Uchiha Itachi que são usuários do Mangekyou Sharingan. Esta técnica consiste na evocação de uma chama negra que queima tudo o que é visto pelo autor da arte, elas não podem ser extintas, até mesmo se o alvo for fogo.
  •  No Video game: Em Ōkami, Amaterasu é representada como sendo uma loba, cuja representação é válida no Taoísmo e remete à essência da reencarnação da deusa Amaterasu ressaltando a necessidade de vir como mestre e guia espiritual.
  •  No Anime/Mangá: Em Cardfight Vanguard, Amaterasu (Na verdade chamada de CEO Amaterasu) é uma carta usada principalmente por Tokura Misaki.
  •  No jogo: Gods Eater, Amaterasu aparece como sendo uma espécie de mulher colada ao corpo de um Aragami, representada também como uma divindade aragami. Ela é uma dos 5 Deusphages presentes no jogo.
  •  No Anime/Mangá: Em Fairy Tail, Amaterasu é uma magia utilizada por Hades e Makarov.
  •  No jogo: Persona 4, Amaterasu é o nome da Persona de Yukiko Amagi, um dos protagonistas do jogo, depois de atingir o grau máximo de ligação social.
  •  No Anime: Em Sailor Moon, Amaterasu é um Cardian, técnica de cartas utilizada por Al e Ann para absorver a energia dos humanos.
  •  No jogo: Devil Survivor 1 e 2, da série Shin Megami Tensei, pela Atlus, Amaterasu aparece representada como uma mulher em um vestido branco com verde. Na série Devil Survivor, é similiar à de Persona, mas ao invés de invocar Personas você invoca Demônios, só que a classificação de Amaterasu está como Megami (Divindade/Deusa).
     
  • Na música: Amaterasu é o nome do album da banda de rock gótico californiana Christian Death.
 Retirado do site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Amaterasu

http://www.teiadethea.org/?q=node/135

sábado, 29 de dezembro de 2018

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

domingo, 23 de dezembro de 2018

47 Ronins.


Elenco: Keanu Reeves, Hiroyuki Sanada, Kô Shibasaki, Tadanobu Asano, Rinko Kikuchi, Jin Akanishi, Yorick van Wageningen, Cary-Hiroyuki Tagawa.

Direção: Carl Rinsch


Gênero: Ação/Drama


Duração: 118 min.


Distribuidora: Paramount Pictures


Orçamento: US$ 225 milhões


Estreia: 31 de Janeiro de 2014


Sinopse.


Do conto mais antigo da cultura japonesa, surge a aventura épica dos 47 Ronins. Keanu Reeves lidera o elenco como Kai, um excluído que se une a Oishi (Hiroyuki Sanada), o líder dos 47 Ronins. Juntos eles buscam vingança sobre o traiçoeiro soberano que matou seu mestre e baniu sua espécie. Para devolver a honra à sua pátria, os guerreiros embarcam em uma missão que os desafia com uma série de provas que destruiriam os guerreiros comuns.

Curiosidades.


» A Universal Pictures enfrentou diversos problemas com o projeto. Primeiro, o estúdio adiou o lançamento, de 21 de Novembro de 2012 para o Natal de 2013. Depois, o diretor Carl Erik Rinsch (‘O Dom da Premonição’) foi demitido após gastar mais do que os US$ 175 milhões destinados à produção.


» O longa foi rodado em 3D.

» Chris Morgan (‘Celular – Um Grito de Socorro’) e Hossein Amini (‘Branca de Neve e o Caçador’) são responsáveis pelo roteiro.


» Atticus Ross, que colaborou com Trent Reznor nas trilhas sonoras de ‘A Rede Social’ (ganhador do Oscar) e ‘Millennium – Os Homens que Não Amavam as Mulheres’, foi o responsável pela trilha do épico de época ‘Os 47 Ronins’.


Trailer.




Retirado do site: http://cinepop.virgula.uol.com.br/os-47-ronins-21620


sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Gifs diversos 2.

Bigmamemon

Edward Elric

Erza Scarlet

Finn VS Jack

Metalmamemon

Mamemon

Jake

Ikkakumon

sábado, 15 de dezembro de 2018

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

A Lenda dos Guardiões.


Elenco: Emily Barclay, Abbie Cornish, Emilie de Ravin, Ryan Kwanten, Jay Laga aia, Helen Mirren, Sam Neill, Richard Roxburgh, Geoffrey Rush, Jim Sturgess, Hugo Weaving, David Wenham;
Direção: Zack Snyder;
Gênero: Aventura/Animação;
Duração: 90 min;
Distribuidora: Warner Bros;
Estreia: 08 de Outubro de 2010.


Sinopse:


 ‘Lenda dos Guardiões‘ segue Soren, uma jovem coruja fascinada pelas histórias épicas contadas pelo seu pai sobre os Guardiões de GaHoole, um bando mítico de guerreiros alados que lutaram em uma grande batalha para salvar todas as corujas dos maldosos Puros.
Enquanto Soren sonha em algum dia unir-se aos seus heróis, seu irmão mais velho, Kludd, zomba da ideia, e prefere caçar, voar e tirar a predileção de seu pai pelo irmão mais novo. Mas a inveja de Kludd tem consequências terríveis — fazendo com que ambas as corujinhas caiam de sua casa no topo da árvore direto para as garras dos Puros. Agora depende de Soren realizar uma fuga audaciosa com a ajuda de outras jovens corujas. Juntas elas voam cruzando o oceano e a bruma para encontrar a Grande Árvore, lar dos lendários Guardiões de GaHoole — a única esperança de Soren para derrotar os Puros e salvar os reinos das corujas.


Curiosidades: 


» O longa é baseado nos três primeiros livros de Kathryn Lasky, dos 15 publicados.

» Inicialmente intitulado ‘Guardians of GaHoole‘.


 Trailer:





Retirado do site: http://cinepop.virgula.uol.com.br/lendaguardioes-29579

terça-feira, 11 de dezembro de 2018

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

segunda-feira, 3 de dezembro de 2018

quinta-feira, 29 de novembro de 2018

domingo, 25 de novembro de 2018

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Asa Noturna.


Nome: Richard John "Dick" Grayson; 
Ocupação: policial; 
Estado civil: solteiro; 
Parentes conhecidos: John e Mary Grayson, pai e mãe falecidos e Batman "pai adotivo"; 
Olhos: azuis; 
Cabelos: Escuros;
 Licenciador: DC Comics; 
Criado por: George Pérez, Marv Wolfman.

Descrição.

Asa Noturna é um codinome usado por um número considerável de super-heróis da DC Comics, sempre ligado ou ao Batman ou ao Superman. Atualmente, é Dick Grayson quem adota esse codinome.
Dick Grayson não tem poderes. É um ser humano comum, mas com habilidade em artes marciais e acrobacia além de ter sido treinado por Batman em combata corpo-a-corpo.
Possui máscara equipada com lentes de visão noturna Starlite.
Seu traje é feito com tecido especial de Nomex, resistente ao fogo, e materiais de Kevlar à prova de balas.
Emprega batganchos monofilamentados e fateixas, bat-rangues estilizados, cápsulas de gás, respiradores e outros dispositivos armazenados em seu cinto de utilidades. Prefere o uso de esgrima e bastões de luta no combate corpo-a-corpo.


História.


Muito tempo atrás, enquanto o circo estava em Gotham City, um pequeno garoto fazia parte de um espetáculo de trapézio, os "Graysons Voadores". Porém o circo estava endividado e se não saldasse suas dívidas coisas trágicas iriam acontecer. E realmente aconteceram. Durante o número dos Graysons uma corda se rompeu, fruto de sabotagem, e os pais de Dick caíram sem rede embaixo. Dick sobreviveu ao acidente que Bruce Wayne, o Batman, presenciou. 

Penalizado com o que havia acontecido com o garoto, talvez pelo que lhe aconteceu quando tinha mais ou menos a idade deste, Wayne resolveu adotá-lo e o levou para sua mansão. Wayne ofereceu ao menino a oportunidade de fazer dupla com ele na luta contra o crime. Como o primeiro e mais distinto parceiro do Batman, Dick canalizou seu desejo de vingança contra o criminoso que assassinou seus pais em uma bem-sucedida carreira de combate ao crime como Robin.
Dick Grayson passou por muitas aventuras com Batman e seu batismo de fogo foi um confronto com um poderoso inimigo de Batman: o Duas-Caras. Uma de suas primeiras missões que não foi bem-sucedida.

 Como em todos os golpes de Duas-Caras, aquele também envolvia a duplicidade. Duas-Caras havia preparado uma forca dupla para o Batman e para a coisa que ele mais
detestava: um promotor público. Dick, ao tentar sair da situação, pediu para a famosa moedinha de Duas-Caras decidir o destino dos dois. A moeda decidiu a morte e Duas-Caras abriu o alçapão debaixo do promotor. Robin, na tentativa de salvá-lo, lançou seu bat-rangue e rompeu a corda, só que eles estavam nas docas e o promotor caiu no rio. Dick o salvou da forca para ele morrer afogado. Após isso, Dick foi espancado por Duas-Caras até o Batman conseguir se libertar. Muito tempo depois disso, Dick entrou para a Turma Titã e se tornou o líder. Durante o evento "Crise nas Infinitas Terras", Dick trocou seu codinome de Robin para Nightwing (Asa Noturna), aposentado a capa e o capuz de Robin e provando a si mesmo e a seu mentor sua independência, saindo da sombra de Batman.

 Asa Noturna era sombrio e violento, distanciando-se bastante da identidade de Robin. Namorou por anos, quase chegando a se casar com a Estelar, que conheceu quando era membro dos novos titãs, só que eles acabaram terminando. Por um tempo, Asa Noturna assumiu a identidade de Batman, permitindo a Bruce Wayne repensar sua vida. Para Dick, o uniforme foi fácil de usar, mas as complicações na sua cabeça mostraram-se um assunto totalmente diferente. Porém, ele devolveu o manto do morcego para Bruce assim que ele retornou à cidade.
Mais uma vez assumindo a identidade de Asa Noturna, viajou para desvendar um misterioso assassinato na vizinhança de Bludhaven, uma cidade tão escura e corrupta quanto Gotham. Por ali ele ficou achando de que poderia ser para aquela cidade tudo que Batman é para Gotham.
Durante algum tempo foi líder do Grupo dos Renegados (3ª geração), sendo substituído mais tarde por Batman (Bruce Wayne), antes da morte do Morcego na Saga Crise Final.


 Outras mídias.

Além da banda desenhada, o personagem Asa Noturna apareceu somente em versões relacionadas a Dick Grayson.
A aparição de maior destaque se deu na série animada The New Batman Adventures, continuação da série Batman: The Animated Series, produzida por Bruce Timm.
No episódio Old Wounds, foi explicada que Dick Grayson, enquanto ainda era Robin, havia perdido a paciência com o excesso de controle que Batman exercia sobre ele. Como resultado, saiu de Gotham City. Retornaria apenas anos mais tarde, já como Asa Noturna, mas, embora tenha trabalhado ao lado de Batman diversas vezes, nunca se reconciliou completamente com seu antigo mentor.
Aparições menores ocorreram nas séries animadas Liga da Justiça Sem Limites e Liga da Justiça.

 Houve também uma breve aparição do personagem na série animada Jovens Titãs, no episódio How Long is Forever? Em que mostrou-se que a futura identidade do personagem Robin seria a de Asa Noturna, que contribuiu para a teoria de que o personagem do desenho animado seria Dick Grayson.
Em Batman Beyond, que é definido com há muitos anos no futuro, uma copia do uniforme de Asa Noturna ainda estava na Batcaverna.
No filme Batman & Robin, o Robin usa um traje que se assemelha ao uniforme do Asa Noturna, exceto o principal símbolo em seu peito e braços, é vermelho ao invés do azul, o traje do filme também inclui uma capa de pequeno porte.
O episódio "Artifacts" da série animada The Batman, Asa Noturna ainda trabalha com o Batman, no ano de 3027 com flashbacks do ano de 2027.
Robin faz a sua transcendência para Asa Noturna no final do episódio "Sidekicks Assemble!" na série animada Batman: The Brave and the Bold.
Asa Noturna é líder da equipe Justiça Jovem na segunda temporada da animação.


 Retirado do site: http://www.guiadosquadrinhos.com/personagem/asa-noturna-%28richard-john-dick-grayson%29/243

http://pt.wikipedia.org/wiki/Asa_Noturna

sábado, 17 de novembro de 2018

quinta-feira, 15 de novembro de 2018

Imagens legais 40.

Batman

DORUguremon

Harley Quinn

Lilimon

Poderosa

Rosemon

Sakuyamon

Yoko Littner

terça-feira, 13 de novembro de 2018

domingo, 11 de novembro de 2018

sexta-feira, 9 de novembro de 2018

segunda-feira, 5 de novembro de 2018

terça-feira, 30 de outubro de 2018

Espinossauro.


Classificação científica.

Reino: Animalia; 
Filo: Chordata; 
 Classe: Reptilia; 
Superordem: Dinosauria; 
Ordem: Saurischia; 
Subordem: Theropoda;
 Infraordem: Tetanurae; 
Micro-ordem: Carnosauria; 
Família: Spinosauridae; 
Género: Spinosaurus;
Época: Viveu durante o período Cretáceo há aproximadamente 66 milhões de anos atrás. 

Peso: entre 6 e 9 toneladas; 
Tamanho: 15 a 18 metros de comprimento; 
Alimentação: Carnívoro; 
Predadores: Não tinha.

O maior dinossauro carnívoro de todos os dinossauros carnívoros com certeza foi o espinossauro.
Até hoje, duas espécies de espinossauros foram encontradas, e receberam o nome da região que foram descobertas: o Spinosaurus aegyptiacus (lagarto espinha egípcio) e o Spinosaurus maroccanus (lagarto espinha marroquino).
O Espinossauro (Lagarto Espinho) foi uma espécie de dinossauro carnívoro e bípede. Viveu durante o período Cretáceo, principalmente na região que é hoje o norte de África. Foram descobertos dentes e vértebras de Espinossauros no norte e nordeste do Brasil também, especialmente na região que atualmente corresponde ao estado do Ceará.
O Espinossauro foi o maior terópode que já existiu, com adultos medindo em torno de 8 metros de altura por 18,5 metros de comprimento e pesando possivelmente até 20 toneladas. Possuíam grandes prolongações espinhais nas vértebras de suas costas, as maiores podendo chegar a 2 metros. Esses prolongamentos além de recobertos por pele, talvez tivessem alguma musculatura ou quantidade de gordura. Os cientistas cogitam como possíveis funções dessa vela dorsal, a termorregulação, exibição ou ainda uma armação esquelética de uma corcova de gordura similar a de alguns outros animais como touros atuais, que servem para armazenar energia.

Acredita-se que ele caminhava usando suas pernas musculosas a maior parte do tempo, embora talvez pudesse andar de quatro, por causa do comprimento de seus braços, e de sugestões a partir de trilhas fósseis encontradas. Ele era relativamente rápido para seu tamanho, alcançando entre 19 km/h e 24 km/h.
O focinho dele era grande e estreito, com seis a sete dentes finos de cada lado na frente do focinho, seguidos de mais uns vinte dentes após estes.

Até hoje, nunca foi encontrado um material fóssil muito completo sobre o Espinossauro. O Espinossauro foi descoberto pelo paleontólogo alemão Ernst Stromer em 1912, no Egito. Stromer divulgou um estudo sobre alguns ossos de Espinossauro e sustentou a tese de que o animal podia ter sido maior do que o Tiranossauro rex. No entanto, estes fósseis foram destruídos em 1944 num bombardeio contra um museu de Munique, na Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial. Desde então, os cientistas só descobriram ossos isolados de esqueletos de Espinossauro.
Recentemente, foi encontrado um fragmento do crânio de Espinossauro medindo um metro de comprimento. Comparado com crânios já conhecidos, estima-se que tivesse no total cerca de 3 metros. Baseado nessas dimensões e em outros esqueletos da mesma espécie, os cientistas calculam que essa criatura teria 18,5 metros de comprimento e pesava 20 toneladas, sem dúvida um dos maiores predadores que já andou pela terra e deixou vestígios.


Alimentação.


Há indícios de que os espinossauros se alimentavam de peixes, e não só de dinossauros como se pode presumir. Esse animal possuía as tradicionais características dos outro predadores, a não ser os dentes que eram retos e não curvados e os braços um pouco maiores e mais fortes. Em 2004 a revista Nature anunciou a descoberta de um dente de espinossauro embebido numa vértebra de pterossauro, o que sugere a existência de uma relação predador-presa.


 Cultura Popular.

O espinossauro foi caracterizado como o antagonista principal no filme Jurassic Park III. Mostrado como maior e mais poderoso do que um tiranossauro. Em uma cena que descreve uma batalha entre os dois predadores ressuscitados, o Espinossauro emerge vitorioso após ter quebrado o pescoço do adversário. Na realidade, tal batalha só poderia ter ocorrido mesmo na ficção, pois o Espinossauro e o Tiranossauro viveram em lugares diferentes, separados pelo oceano Atlântico e/ou o mar do Caribe. Mas esse gigante, o Espinossauro, já tinha que competir comida com outro predador, o carcharodontossauro.
Após aparecer em Jurassic Park III, o espinossauro foi caracterizado em uma grande variedade de mercadorias relacionadas ao filme. Também foi caracterizado no documentário de televisão Os Dinossauros perdidos do Egito, no qual era visto caminhando através dos pântanos do Egito no Cretáceo. Ele também foi mostrado no documentário Criaturas Titanicas Monsters Resurrected como o maior, mais térrivel e estranho dinossauro terópode. Embora muitos afirmarem que ele também aparece no filme A ERA DO GELO 3, o dinossauro que atacou a doninha Buck não é o Espinossauro pois o mesmo não possuia a sua grande espinha. Talvez seja o Barionix, um "primo" do Espino que não era tão grande como resaltado no filme.

Além destas aparições o Espinossauro também aparece na série Terra Nova, no episódio 7, no qual é atiçado pelo grupo OS SEXTOS para atacar o acampamento TerraNova, que estava sem energia devido à queda de um meteorito. Enquanto o acampamento se ocupava em espantar o Espino, os sextos invadiam o local sem que ninguém percebesse.

Esqueleto.





Retirado do site: http://pt.wikipedia.org/wiki/Espinossauro

http://hypescience.com/espinossauro-o-maior-dinossauro-carnivoro/

http://www.saudeanimal.com.br/espinossauro.htm

domingo, 28 de outubro de 2018

sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Related Posts with Thumbnails